28/05/13

Pesca em Setúbal

1 charrôques Escarrapachades
A pesca é uma actividade munta intrressante, assim come a agrriculturra e a caça, dá pá gente encherr o bandulhe e irr conseguinde sobrreviverr neste munde c'anda tudo ós atrrupélos. No outrre dia táva eu à converrsa más outrre no café, depois de virr de mais uma longa noite du márr. O outrre porr acáse inté érra o mê amigue Russe que nã táva nada bem porrque no dia anterrior quande saiu do trrabálhe, sem mudárr de roupa, foi logue dirrectamente ó Jumbe e chêrráva a pêxe que trresandáva, foi fazêrr as suas comprrinhas e táva logue um grrupinhe a fungárr das narrinas a darrem a entenderr alguma coisa, o homem sentiu-se ofendide e perrguntou "olha lá sóce, tás munte constipáde ou insse é même parrvoice da tua cabeça?" o outrre disse "Apá chêrras munta mal e vens aqui pó Jumbe?", O Russe "Olha tás a verr esses pêxes que levas aí dos saquinhes? Alguém tem que irr durrante a noite apanhá-les ao frrio enquante cérrtes otárrios tão a durrmirr no quentinhe das suas camas! Ê cá sou um deles" O Russe pegou em duas postas grrandes de pêxe congeládas, agarrou das perrninhas do otárrio e atou-lhe aquile ós pés, depois foi só darr um empurrãozinho e lá foi ele a fazerr patinagem arrtisitica, neste cáse foi mais parrtinagem porrque o homem ia a parrtirr tude pu caminhe... Áh mas o Russe não ficou bem ca sua consciência e dizia-me "Apá Charroque... lá foi mais uma noite de faina...esta vida nã é nada fácil", dizia o Charroque "Olha inda agórra táva ali a pensarr numa cena munta marráda, contei ó Zé das Redes e ele ficou a gozárr ca minha cárra e até perrguntou se eu nã andáva a porr a boca du tube de escápe da Zundáp do mê prrime quinda perr cima tá toda quitáda. Eu cá fiz uma descubérrta psico-filosófica que vai revolucionárr o pensamente!", o Russe logue "Apá tens a cerrteza que nã misturráste nada da gaselina da Zundap?!?" o Charroque "ouve lá sóce...A malta tem que se tárr semprre a queixarr...é verrdade, mas os pêxes tamein se deverriam queixárr, imagina que tu é um tubarrão..." O Russe "olhá agórra este...", Charroque "Sim, nós somes os tubarrões que oprrimem a sociedade dos pêxes fazêmes eles andarrem da mó de baixe...tás a perrceberr?" O Russe "olha eu cá só sei que da última vez que te puzeste quessas merrdas no café do irrmão do Manel dus carrêtos, ele passou-se dus carrêtes même e acabámes toudes da esquádrra a contárr mémés..." O Charroque insistia "O que ê cá querr dzêrr é que esse arrtistas que andam a fazêrr e a desfazêrr lá em cima, e a tirrárr os dirreites e o carrcanhól da malta, são os nósses tubarrões e nós os pxinhes e se nã tivérrmes cuidáde ainda somes frrites ou cumides même crrús daquile que tá agórra na moda que é o xuxi! Perrcebes?" O Russe "Sim ê cá perrcebe que tu tens a mania que és vidente, mas tás é a prrecisárr de mais uma noite no lombe mas sem andárres de volta da Zundap!"
Agórra que já passarrem uns dias da convérrsa fiquei com iste da cabeça "Tentames pescárr e somes pescádes todos os dias"