16/12/11

O Cirrque de Natal do Charroque da Prrofundurra

1 charrôques Escarrapachades


O Natal aprrochêgasse e lá tem a malta a mania de irr ó cirrque. Esta árrte está cada vez mais desgrraçáda. Foi aí quê me alembrrei...e se eu cá fizêsse um cirrque adaptáde à nossa cidade? Eia, caganda ideia! Foi só juntarr uns tarrecos, fazêrr uns contáctes, pedirr uma ajedinhas e em dois dias táva o cartaz escrrite em charroque e não uma carrtaz espanhol com várrias párrtes culádas porr cima cu gáje até tem dificuldáde em distinguirr afinal adonde é e em que dia.
Bem aquile erra estrreia mundial e toudes os setubalenses tavam órrgulhóses! Cumeçarrem a entrrarr e logo ali havia à porrta barraquinhas com prrodutes adaptádes. Em vez de pipócas errem pedacinhes de chouque frrite munta canines na mêma embalagem das pipocas. A maçã du amôrr, apá sóce...quê insse? Aqui em Setúbal é a larranja du amôrr, même com casca cás vezes amárrga...erra então um pau espetáde da larranja e carramelizáda, é pouque bom. Tamein havia alguns brrinquêdes e souvenirrs à venda. Desde mini pedrras da Anicha, cada uma do sê forrmáte...aquile erra tude materrial que sobrrou lá das escavacações arrqueouilógicas do Bairro de Trroino. Havia porrta chaves em que o que táva pendurráda erra um enzól, ma nã sei porrquê aquile nã correu munte bein.
Todas as bebidas errem serrvidas em garrafinhas de mini, même os sumos e águas das crrianças, as látas corrtem são prrigósas e nunca tive prrublêmas de porr a bôcas du garrgále da mini. As pessoas tavam ambientádas e cumeçarrem a entrrarr. Logo asseguirr cumecei a aprresentarr os arrtistas porrque as pessoas tavem ansiósas. "Atenção! Agórra vames terr os pirriquites améstrrádes do Zé Piu-Piu!" O homem entrra em cena com mais de 20 pirriquites, aquile prra mim errem toudes iguais...Quande os sólta começa a grritárr "avoem, avoem, avoem!!!" Apá ca bem ensinádes os biches, atão nã é que ele conseguiu dominárr os 20 biches e porr toudes a voárr! Táva tude de boca aberrtae com carra de párrve, tásse même a verr que nunca tinhem viste tal coisa. Logo asseguirr naquele dominio esvoaçante diz ele "desaparreçam, desaparreça, desaparreçam!!!"
Apá os biches cumeçarrem a fegir e nunca mais voltarram! Foi brrutál, númerro de amestrramente com magia piu-piu. As crianças já choravam por mais. Asseguirr aprresentei "Atenção, agórra tomem munta atenção...vou vos aprresentarr o Chique Zarroulhe no equilibrrisme!" Bem, desatousse tude a rirr, ma quande ele entrrou ca sua motinha APE50 mata-vêlhes só ca roda da frrente e cuma de trrás, ficou tude párrva a olhárr! Deu mais de 5 voltas à pista nesta habilidáde, que mais tárrde vim a saberr querra a única quele sabia fazêrr...O homem cumeçõu a ficarr tonte com tanta volta que foi esbarrarr no porrco prrête quia atuarr logue asseguirr, o porrco nã tá habituáde a cheirrarr aqueles fumáças, desatou numa currerria, e como se sábe, nã há mata-vêlhes que nã tenha 2 ou 3 arrames a segurrarr as pontas e os espelhes e etc, ficou um arrame prrêse du fucinhe do biche.
Bem, ali parrcia um revaival do Ben-Hurr mas em forrmáte Chique-Zarroulhe-a-cavále-do-porrco-a-arrastarr-um-mata-vêlhes. Linde! Erra um galópe cu Chique Zarroulhe até esbugalhou os dois ólhes. As pessoas já se alevantavam! Mas ê cá ache querra même prra fegirr...dali prra fórra! Mas prra varriárr a malta nã tem considerração e nem esperrarrem pelas "Sarrdinhas améstrrádas do Leta", "Os nóves trruques de cárrtas do Zé Maluque", a recrriação do Carrinhe de Geládes do Errvilha pelo latoeirro Zé Panelas e muntes mais!
Fica prrá prróxima!

23/11/11

Forrças Maléficas do Setubalão

1 charrôques Escarrapachades
Táva eu em casa na paz do descanse quié coisa que eu nã sei fazerr e alembrreime "mas afinal o qué insse do Setubalão?" Todos falem nisse mas nã sabem porrque existe, essa forrça que nos impele de dzêrr mal que nã se faz e ódespois de tarr feite dzêrr mal à mêma e fazêrr tá quiete. Eu fui falarr com o Finurra que semprre foi um homem sem inérrcia dnhuma de fazerr um monte de coisas, ele teve mai prrofissões có ráte tem pêles. Ele disse-me que sabia que havia uma forrça poderrósa na Serra da Arrábida que nos amanda pa trrás quande crrêmes fazerr alguma coisa. Eu, o Russe, o Petinga e o Chique Zarroulhe fomes toudes arrtilhádes pá Serra da Arrábida defenderr a nóssa cidade. Eu cá lavava o mê canivete suisse toude arrtilháde e benzide pelas mezinhas anti-magia negrra e da brranca pelo grrande mestrre Finurra, mais um role de linha de pesca. O Russe levava um arrpão com uma pontêrra de férre forrjáde pelos visigódes que conseguem usarr uma ténica ancestrral. O Petinga quié canine levava um baldinhe de minhócas amestrrádas que só obedecem ós seus assubios estrridentes. O Chique Zarroulhe tinha um pau com sete palháces dirr ó chouque atádes com linha de pesca da ponta do pau. Iames cheies de confiança porr aquela Serra acima. Erra de noite, estávames toudes à volta da foguêrra, aquile erra mais um fogarrêrre porrque tinha chórrisse e coirrátes à assarr, bebêmes as poções mágicas nas garrafinhas de mine que vinhem nos alfórrges da geladêrra. Mandei calarr a malta prra tentarr descorrtinarr o barruhe que se ouvia ó funde...erra munte perrte, fui lá com o mê canivete arrtilháde, erra même do outrre láde dos arrbustes... Aparrci de repente, porrque semprre ouvi dzêrr ca surrprêsa é inimiga do nósse inimigue, quande me depárre com um cárro com os vidrres toudes embaciádes e o rábe dum gáje esparramáde do vidrro! Apá sóce...caganda cena e nós a pensarrmes que errem as forrças maléficas anti-sadinas, afinal erra só um avé marria. Forrmes em dirreção à Sécil, porrque a mim nigueim me tirra a ideia que as forrças maléficas devem virr toudas lá dos burráques quelem fazem. Foi uma caminha longa prra conseguirr irr até lá ó funde porrque vimes lógue umas luzes verrmêlhas tipe aquelas porrcarrias das cláques do Benfica que eu antes pensáva que erra eles a queimarr cabêle. Foumes devagarr quande távames prróxime e comessasse a crriárr fórrmas nomeie daquela fumarráda touda. Havia dois serres maléfiques. Um erra corrpe de cavále com cabeça de pêxe-espáda e rábe de arraia. Erra então o famouse biche maléfique que tem porr nome ARRAIAVALOÁDA. O outrre tinha corrpe de pólve e cabeça de de tubarrão marrtêle, erra o tamein famouse POUlVARÃO-MARRTÊRLE, munte prrigouse tamein. Ainda porr cima táva tude forra d'água, que nã sei porrquê algome diz cainda é mai prrigouse. Eu grritei "Russe, Petinga, Chique Zarroulhe! fazêrr estrrêla de cinque pontas!" Lógue, lógue a coisa correu mal, errames ó quatrre e a nha matemática naquela frração de segunde conseguiu serr piorr cá média nacional! A Arraivalóada madou tamanha borrdoáda do Russe que foi embaterr das pedrras munta durras do burráque. O Petinga amanda a minhócas amestrrádas pó chão e grrita "Aperrtão no Cavalão!" Elas começarremnuma bisga em dirreção ó rabe d'arraia. O Chique começou na palhaçáda, querr dzêrr a rodarr aqueles palháces toudes no arr, parrcia um helicóptarro cas hélices toudas torrtas e desalinhadas e os palháce começarrem a espetarr dos brráces os Poulvarrão-marrtêle. O Russe arruceperrou munta rápide e com o seu arrpão faz uma espécie de salte a várra mas que nã salrtou nada porrque ele é munta pesáde e fez um lançamente do corrpe prrá frrente agarradinhe ó seu arrpão même com o bique virráde prrá frrente tamein, parrcia um torrpêde-bicude. Acerrtou même do corração da parrte cavalarr do Arraiavaloáda e este caiu do chão logue estendidinhe. As linhas que tinhem os palháces tavam sa enliárr toudas nos brráces do Poulvarrão-Marrtêle e na malta touda. O Poulvarrão-Marrtêle marrtêle cai prró láde. A minhócas améstrrádas forrem prrá boca do Arraiavaloáda e puserremse a dançarr brreakdance e tal foi o estrrafêgue cu biche murreu sufucáde! E perrguntão vocês, mas o Charroque afinal fez o quê no meie diste tude? Ah pois, saquei fo mê canivête suisse e tive ali mai de duas hórras de voltas daquele enliamente toude a corrtárr as linhas e a separrarr brráces de poulve.
Viêmes emborra satifeites com o resultáde, as forrças maléficas que na deixem a malta fazerr o que querr prra levarr esta cidade prrá frrente forrem eliminádas, minha palávrra de honrra. A parrtirr dagórra só nã faz quem nã querr. Mãos ó trrabálhe!

20/11/11

Mudanças

1 charrôques Escarrapachades

Um gáje tem que mudarr e sié pa mudarr que seja prra melhórr...a loja é do bairro de Trroine e agórra vou masé morrarr do même bairre, ó menes nã tenhe desculpas prra não chegarr atrrasáde e terr que pedirr justificação porrque o gatinhe tinha um pêle entaláde da garrganta e nã conseguia tussirr e ê cá tinha que pegarr do biche pas pátas de trrás como se fóusse um lançol a serr toude saquedide, apá mas ê cá trrabalhe prra mim e não tênhe q darr cavaque a ninguein...prrontes mas já devem terr se aperrcebide que eu cá vou morrarr pa Trroine. Tava eu das mudanças, sim porrque ê cá nãtênhe carrcanhol prra poderr pagarr mudanças a não sei quentes à hórra...e porr isse tênhe que mudarr tude do mê cárre tude ca nha forrça dos brráces e tamein forrça interriorr... nã duvides... bein, tinhames um arrmárrio munta grrande, aquela merrda é tã pesáda e tã grrande que nem sabia o que fazerr. Prrimêrres um gáje dá semprre aquela olhadêla dálte abaixe a tentarr medirr pa verr se cábe do elevadorr, ósdespois aquile parrece caté cábe e tóca de tentarr enfiarr aquile à brruta pu elevadorr acima mas aquile inssiste em nã caberr nadinha, parrêce que incha à ultima da hórra. Pelas descádias esquece é munta andarr pa subirr, já sei, pendurrames uma córrda, uma córrda não, um cábe! "Apá Russe áta lá essa merrda bein ai em baixe que ódespois cumece a puxarr prra cima!" O Russe lá atou aquile e ficou même â manêrra, comecei a fazêrr forrça a puxarr o cábe, mas erra cá uma forrça...e estas coisas nã podem serr feitas de qualquerr manêrra temque terr os minimes de segurrança, eu cá atei a córrda ao cinto das calças e ó même tempe entrrelacei pelas grrádes da varranda, quê cá nã sou párrve! Comecei a fazêrr forrçade móde a puxarr a córrda e aquile no prrencipio até correu bein...mas aquile errem trrês andárres e a fazêrr munta forrça...os dêdes das mãos começarrem a ressentirr-se, a ficarrem enturrpecides de manêrra que parrciem cas mão estavam a ficarr tipe telemóvel quande tá quiête munte tempe, bloqueádas! Apá, eu táva da varranda, a fazêrr forrça cas mãos e ca córrda atáda ó cinto e a passarr pelo meie das grrádes lá prra baixe que táva atáde ó tal arrmárrio...começou a descerr em vez de subirr, os mês pés cumeçarrem a escurregarr e ainda porr cima a gajinha táva a fazerr bolinhas de sabão na varranda, assustousse e amandou a porrcarria do baldinhe de sabnête pó chão, o pês cumeçarrem a derrapinarr numa velocidade caté parrcia a ásas dum cólibrri, cá cuma deprressulidade que só viste. É clárre que même numa pequena frração de segunde ê perrcebi cas coisas jamais poderriam irr correrr bem...os pés só parrarram no murrête da varranda a barriga ca corrda fico todo aconchegadinha às grrádes e só conseguia mecherr os brracinhes pa todo o láde, o russe que táva lá em baixe inda pensava que eu táva-lhe a fazerr adeus e dizia "Apá Charroque, deixa-te de ligeirrezas e faz mai um cadinhe de forrça!", "Despáchate pá Russe, tou à rasca!". O Russe começou a subirr pela corrda a acima pa me virr ajudarr, bem o homem fez aquile terr mai pêse a corrda aperrtou mais um bocáde da barriga e prrontes fui obrrigade a deitarr tude cá prra forra, foi uma chuvada de vómite paquele prrédio abaixe e caiu aquase tude em cima da cabeça do Russe, que ficou piurrse même. Tode cagáde continuoua subirr e quande chegou lá acima disse logue "vais me pagarr este salvamente munte bem págue..." Ele sozinhe aliviou a córrda e puxou o maldite arrmárrio lá prra cima. Entrretante lá nos lavámes, limpámes e fomos masé corrtirr umas minis prra desanuviarr o esforrço do dia naquela bela varranda que tem uma bela vista prra cidade de Setúbal. Tou même contente.

10/11/11

Eu e a nha ZAC

0 charrôques Escarrapachades
Apá sóce...porr incrrivél que parreça ache nunca tinha começáde um texte desta manêrra. Eu cá vou vos contarr uma das minhas aventurra com a nha ZAC. Ahe perrguntem vocês munte bein: "O qué qué insse duma ZAC?". A ZAC uma bicicleta a pedal as sein os pedais e a batarrias. Uma especie de bicicleta da "mecano" que se dobrra toudinha com pilhas recarregaiveis melhórres cás durraceis. Prrontes nã tão a verr népias? É uma trrotineta electrrica que se dobrra e dá prra levarr du cárre. Bein, agorra que já vos elucidei (caganda palavrrão...)
Vame lá contarr o que se passou. Ia eu na bisga ca nha ZAC pela cidade, assim prra desanuviarr sai da loja ali do Trroine e fui em dirreção ó Mirradourre, aquile é a subirr mas ela aguenta. Sentei-me um pouque prra verr a paisagem...cainda é de borrla e pouques se alembrram dirr ó Mirradoure sem serr prra darr um mêles ou enrrularr tabaque denrrularr que é mai barráte...Vi a Trroia dos outtres... vi a Arrábida dos outrres...vi a nossa cidade...táva-se même bein...um ventinhe unique a baterr da cárra caté currtava um pouque as órrelhas, sensações sádinas é o que é. Já tava da horra do cafézinhe, txiii com isse tude até me ódesqueci de almoçarr, ma tava de barriga cheia na mêma.
Comecei a descerr pa ladeirra do Mirradourre em dirreção ao Larrgue da Meserricórrdia quande uma velhóta amanda um bálde d'água suja pó chão, que acabou foi porr me acerrtarr das perrnas, aquile erra mai sabão azul c'água, as ródas da ZAC é boa, ma nã abuses, fiz uma espécie de ZACquinagem arrtistica da trrotinete, encalhei dum empedrráde mais alte cós outrres, fiz tipo sálte imorrtál prró láde donde calhou...a trrotine parrcia que se ia despadaçárr toudinha, mas aquile é rije e ficou só com uns risquinhes da pinturra. Ainda do chão, fiquei a olhárr pa senhorra, mas dzêrr o quê? Sacudi as bolas de sabão e lá fui meio-gáto pingáde. Virrei à Arrtiflash, virrei até da Biblioteca e fui lá requisitarr um livrre. Agorra a prrepósite, a malta diz "ah e tal...os livrres são carríssimes..." Pois é! Pa que saibam, podem ir pedirr livrres emprrestádes à biblioteca e nã paguem nada porr isse, até tem lá o livrre do Charroque! Agórra se te arrmárres em finórrio já te podes queixarr que tão munta cárres e pedirr emprrestáde á pa póbrrezinhes. Ê cá fui.
Trrouxe um livrre qualquerr que já nem malembrra do nome. Desandei dali e fui ande Luisa Todi abaixe paquelas currvas e contrra currvas da faixa biciclópedes ou lá quê quié. Vende as árvorres, o verrdinhe e lá em cima e ó funde o Forrte de S.Filipe comecei a imaginarr as possiveis batalhas que se trravarrem parra alí, trravarrem tante que hoje se quiserrmes batalharr a coisa nã avança népias. Tá tude enguiçáde...Táva eu nestes pensamentes, só me aperrcebi que tava a divagarr a cavále da nha ZAC quande me fui estatelárr contrra a fateixa mai grrande du munde ali aquele monumente com córrdas e cagadélas de pombe! Ganda trrolitáda, fiquei même azuáde, o melhórr é irr agorra a pé e abrrir a loja outrra vez que já se faz tárrde. Quein quiserr experrimentarr a ZAC, pode passarr lá da loja e darr uma voltinha e se quiserrem comprrarr inda melhórr!

26/10/11

Aquile vai da cabeça duma pessoa

0 charrôques Escarrapachades
Apá agorra porr causa nã sei du quein vocês fizerrem-me alembrrarr uma cena que pela sua simplicidade é bem curriósa! Tava eu munta bem ca nha Marria Charroca quande táva um gaje a mirrála de munte lá ó funde caté tinha que arremelgarr assim os olhinhes prra conseguirr verr alguma coisinha caté parrcia um farról daqueles iguais ó do jumbo mas ca lampeda fundida e iste cheirra-me a fómiquice porrque o jumbe inté podia furrnecerr uma daquelas económicas có fim de 10 anes sai mai barráte ma ninguém consegue terr uma lampeda dessas tante tempo porrque ou mudames de casa ou dames com o tótice ou o raio do puto com a porrcarria do beibleide esvoadorr dálhe uma trrólitada cás vezes doi tante caté apetece fegirr duma velocidade ma maiórr grrande tipe tão a darr notas de 200 aérrios e vai tude à fegida prra lá porrque de 500 aérrios nã pode serr porrque ê cá ache quié esse tipe de nota é boáte ou invenção dalguém quiê cá nunca vi dnhuma mas tameim comprreende-se porrque sê fousse du merrcáde du livrramente e pagásse um tomate ou uma alfacinha com uma nota dessas diziem logue quieu tava maluque e cnã devia de imprrimirr disse lá da loja ma tamein como às coisas tão nã tá prra menes quiste porr queles querrem tirrarr-me o dnhêrre toude em impóstes e afinal de contas ainda ninguém conseguiu analisarr essa tão estúpida palavrra, imposte é serr obrrigáde e ê cá parreceme que quande li a constituição na verrdade nã li merrda dnhuma tava lá a dzerr que erra anticontituicinali querr eu dzêrr anticonstitutiolinal opá uma porra dessas querr dzerr qnã podem fazerr iste à gente porrque tá aí o frrio a malta táem crrescimente e comé que se faz prra comprrarr repinha mai quentinha nã tou meme a verr comé quiste se vai resolverr duma vez porr todas ou mêmem ós poucachinhes tamein erra bom porrque assim semprre conseguia coomprrarr uns chiclátes ós miudes prró natal que tá meme aí à porrta ma tamein senão puserr olio lá da dubrradiças aquile continua a chiarr caté parrece lá o cão da vizinha que nã pode ouvirr a gatarria lá dos telhádes com o cio que começa logue num estrrafegue mai barrulhente catéparrece uma rebarrbadourra a currtarr vidrre de fininhe ma tamein come iste tá um gáje tem même que emagrrecerr quié pa quande forrmes toudes prrêses consigames passarr po meie das barras e sairr cá pa forra nã é o que eles dizem vai prra forra cá dentrre isse é tude munta bnite ma même um gáje lá dentrre na sei comé quié prra fegirr porrque sus policias vêm atrras du gáje naquela velucidade alucinante tipe gatune a fegirr à pulicia na baixa atão aquile parrece uma gaiola de porrtas aberrtas mas assim tamein se poupa em fechadurra porrque uma rectrróescavadourra com os dentes bem afiádes é capaz de te darr uma dentáda dessa cabeça porr isse párra lá dólharr cainda ficas cas pestanas queimadinhas du aquecimente quiê te dou!

19/10/11

O cu goverrne se caga prra não fazerr...

0 charrôques Escarrapachades


Apá, ê cá já tou mai farrte de currtarrem tude que daqui becáde já os tenhe rentes! É só a currtarr no povo, e que têmes que fazerr munta sacrrificio, mas a verrdade é só uma, o estáde sim, deverria fazerr o sacrrificio e o estáde somes toudes nóses. Só cuns são mai coutrres. A verrdade é ca classe pulitica nã querr perrderr o status cu mas semprre ouvi dzêrr quem tem cu tem mêde! Chegou o momente de currtarr na máquina que realmente deixarrem esta merrda chegarr este ponte que parrece que nã tein volta a darr, o cacontece é ca volta é mai pequena có que parréce!

1 - Toca a gastarr menes em grrande finezas, ele é secrretárrias, adjuntes, assessorres, CARROS, motorristas dos trrês ex-prresidentes da républica. Apá iste até parrece mentirra, atão quande ele concurreu, nã sabiem dzêrr cum dos requesites erra terr carrta de condução?!?!? É que ficáva mai barráte!

2 - Acabarr com o númarro exagerráde de deputades da assembleia da républica e acabarr com os almóces alambazádes mais a musse com cheirrinhe tude à nóssa conta. Fazerr disse um carrgue prrufissional prra verr se vão trrabalharr toudes os dias comós outrres.

3 - Acabarr com o dinheirrinho quié dáde ó parrtides pulitiques, que vivam das cótas e façam comós outrres, inventem maneirra de fazerr dnhêrre, quié o quê fásse toudes os dias parra sobrreviverr!

4 - Acabarr com a pouca verrgonha da distrribuição de cárres parra assessóurres, prresidentes, etc e tal, das camarras, juntas e etc e tal que utilizem ódespois os cárres parrticularrmente. Eu tamein quêrre terr um porrche, querrem fazerr uma vaquinha?

5 - Distrribuir caderrnetas de bilhetes de trransporrtes publiques e acabarr com a renovação imparrável da frróta de cárros do estáde.

6 - Porr um fim duma vez porr toudas ao motorristas parrticulárres que recebem hórras extrraórrdinárrias parra levarr ladrrões, os seus filhes, familiárres e sei lá mai o quein, se calhárr até o canito prra levárr à tusquia cu pêle já tá munte comprride.

7 - Como toudes sabêmes chegámes a iste porr culpa nóssa e porr facilitisme dos banques nus iluminarrem com uma luz munta nêgrra que nós nem viames bem o funde do tunel. Porr isse toca a contrrolarr a actividade bancárria parra que daqui a não sei quante tempe têmes que pagarr outrra crrise qualquerr que veie porr culpa de nã sei quem e nã se sabe munte bem porrquê!

8 - Bancos toca a pagarr impóstes quiste nã é só facilidádes e toca a pagarr o nósse emprréstime ao BPN e BPP, o quié que tenhe averr com isse?

9 - Guarrdarr o dnhêrre debaixe du colchão, nã tenham prrublemas com a segurrança porrque na pensem que vão conseguirr porr algum, quante munte umas moedas que caiem pelo estrráde abaixe.

10 - Há pessoas com reforrma miserrável e come que outrras podem terr grrandes e mais que uma? Iste deverria serr prroibide!

11 – Tá institutos públiques à patáda, acabem com isse! Insse é prra quê? Parra cerrtes administrradourres terrem 2 e 3 órrdenádes?

12 - Saberr de quem ocupa cárrgues politiques o que tinha e o que têm ódespois da sua tempurráda nesse parraíse que chamem de guverrne, lá nã tem crrise dnhuma.

13 - Devia serr prruibide de quem foi ministrre passarr a serr gestorr duma emprresa que teve à babuja do nósse dnhêrrinhe.

14 – Têmes que acabarr com os salárrios estapafurrdios da RTP e TAP, o quê quê insse, se a TAP nã é rentável, atão passames a andarr de barrque ou de bicicleta, fechames a televisão, ouvimes rádio e o outrre bate palmas…

Mas o povo é que paga. É só insse quê digue. Quande nã houverr mai nada prra pagarr, como e pago em pedrras...

12/10/11

O dia em que a loja do Charroque da Prrofundurra fechou

0 charrôques Escarrapachades


Hoje tive um pesadele que nã sonha a ninguém, munte piorr ca crrise que toudes nós tames a atrravessarr. Aqui na nossa cidade tá uma crrise munta grrande même, iste tá piorr que no tempe em que tinhames que rasparr uma pedrra pómes pelo azête e penssarr querra turradinha...
A cidade de Setúbal táva completamente deserrta...mêsme árrida...o comérrcio trradicional quase impossível de acharr no meie de tanta casa vazia...uma coisa inexplicável. Uma coisa nunca vista. Viensse pessoas à prrocurra de comprrarr qualquer coisinha, saiem de casa com os eurros e voltavem outrra vez toudas desconsuládas sem comprrárr nada. Um cenárrio pós-acomérrcialitico que até se ouviem pessoas a grritarr na Prraça do Bocage "querro comprrarr uma coisa girra de Setúbal, alguém aí?" Mas iste erra o piorr que poderria acontecerr porrque adespois aparrciem logue uns 20 putos a venderr o Bórrda D'Água.
Apá iste agorra faz-me lembrrarr um tópicque que tenhe vinde a inssistirr sem parrarr mas que porr acase até é a prrimeirra vez que vou tocarr no assunte! É vender Borrda D'Águas na cidade, alguém me explica? Só se forr parra aquela maltaque faz plantações dos váses e banhêrras nas varrandas e prratica a Agrriculturra de Guerrilha Urrbana Amarricana (A.G.U.A.), é aquele tipe de cena que é tude à grrande ma nã passa dum grrande fogue de arrtificio. Queles vendam penses sem cola, revista Cais pirrateadas, e porrcarrias que nã intrrêssa a ninguein indé como ó outrre, agorra venderr uma coisa que nem prra limparr o C... chão! Bem, mas avançande cú assunte não é esse, é outrre. Afinal, sim munte loja tinha fecháde nesse pesadele, mas o piorr de tude é que tinha fecháde A loja, aquela que dá luz a esta cidade, que faz arreganharr a tácha de munta gente, que faz esquecerr qualquerr cenárrio negrro, a loja do Charroque da Prrofundurra!
As pessoas andavam na rua sem alente dnhum, sem vontade de rir, com a cárra que parrciem alfurrecas murchas. As pessoas come sabem que a ultima coisa a morrerr é a esperrança faziem excurrsões gigantes prró local onde tinha side a loja, as pessoas iem lá e tocavam da montrra, verrtiam lágrrimas, lágrrimas verrdes, de verrde Vitórria, que se viam fundirr no belo chão da Rua Fran Paxeco...um cenárrio desoladorr, as crrianças grritavam, as mães não conseguiam consolalas, os pais mostrravam nos pêtes as tsherrts mai lindas e poderrósas que alguma vez tinhem usáde! Eu quande acorrdei senti uma ressáca brrutal, um sentimente que fez ganharr mai forrça parra quiste do Charroque nunca acábe.
Agrradece a toudes aqueles que já forrem à loja e comprrarrem qualquerr coisinha!
Abrráces Sádines e verrdinhes.

29/09/11

Histórrias em verrsão de solturra

0 charrôques Escarrapachades

Diz um sóce prró outrre: "Apá sóce já visteses o ganda burráque que tá ali da Madêrra?" responde o outrre "Eia ágórra...querres verr cu cásque do bárrque tá toude cheie da carrunche e esta merrda touda ainda vai ó funde?"

Táva uma cão sarrnente toude cagáde ali a passarr em frrente dos Mirrandas das madêrras, diz um gáte vádio lá du álte du telháde:"miau, miauuu...apá chêrras mai mal cá fóssa aqui da nha vizinha!" e o cão sarrnento "ão, ão...ê cá antes prrefirro chêrrarr mal e lavarr-me du lágue do Bonfim do que lambêrr ca lingua a merrda touda das apárras da Madêrra..."

Apá, ouvi dzêrr cagórra anda aí um toupêrra trransgésnica que tamein ataca o carrunche da madeirra...aquile faz mai burráques cuma retrróescadourra touda quitáda!

Duas arrárras andavem a vuárr ali prrópé du Merrcáde du Livrramente e diz uma "Ah miga...tou cá cuma fuméca...já dbnicáva qualquerr cosisita" e outrra diz logue "miga...tás a verr aquela gaivóta garrganêrra a cumêrr um pxinhe? Embórra lá!", "ondé carranjates tante pêxe prra cumêrr?", diz a gaivota "Fui duma jangáda de madêrra até a uma ilha e aquile lá é um parraíse! Cunheci lá uma toupêrra dum jarrdim que tinha tude e mais alguma coisa e vê lá tu que consegue ganhárr a vida mais os deles só a fazêrr burráques!" diz a arrárra prra outrra "achas cagente consegue essa vida aqui em Setúbal?"

Apá sóce imaginem que duma cidade qualquerr deste planeta 5000 pessoas desatavem a pintarr,a fazêrr grrafitis, a arranjarr e pintarr banques de jarrdim, a apanhárr lixe, iste tude sem receberr nada, só porrque sim, só porrque gostavem da sua cidade, só porrque querrem e acrreditem num futurro melhórr prrós sês filhes e cú dnhêrre nã é tude. Tão a verr? É insse même, Setúbal conseguiu e vai conseguirr mostrrarr ó munde e ós outrres que sabemos fazêmes fazerr bem!

Ê cá tênhe um sonhe mas nã tênhe noção da relalidade...eu cá gustavade entrrarr prró guiness, epá, é um sounhe que vem de crriança, querrem o quein? Nem que fosse só porrque  conseguirr dzêrr mai parrvoices porr metrre linearr...achem?

Do outrre dia tava lá da prraça du Bocage ca minha trrotinete ZAC, erra dia sem carros, agorra assim de repente aparrcerr um camião TIR lá, é que foi demais. Peguei da ZAC, fui contrra o camião, memo du mumente du embáte deitei-me toudinhe du chão em jeite de derrapadêla estilosa, fui deslizande, quande atrravessei prró outrre láde, o condutorr táva toude embarralháde...com o impulse dei um salte encarrpáde com trrasladação frrontal que lha cerrtei com o buique do pé même do meie da testa e tude acabou ali!

Da da loja do Charroco já perrguntarrem pelo seguinte porr coisas que nã sounha a ninguein: camisetas do Benfica, lentes prrós ólhes ficarrem tipo gato, enzois, fechos eclérres, enchalavárres e atacadourres!

Há dia cuma pessoa deve fazerr considerrações filosóficas nu que tóca a coisas munte imporrtantes que podêmes tirrarr desta vida, ê cá tou falande sérrio, même munte a sérrio. Neste mumente tou a penssarr como é que vai serr a jantarráda de sábade à noite e nã esquecende tamein o grrande liberrtadorr de mais ideias come éstas, o vinhe tinte quê vou beberr!!! Façam comeu, pensei em coisas sérrias e deixem lá a diverrsão queste país prrecisa é de munte trrabálhe...

Ouvi dzêrr cus Amarricanes inventarrem uma SARRDINHA trransgénia, calém demais inteligente nã tem espinhas e cu pessoal já nã vai mais ó hospital com ela entalada...apá atão agorra já nã se pode entalarr uma coisinha de nada? Iste tá piorr có quê pensava...

21/09/11

A nossa SARRDINHA

0 charrôques Escarrapachades

Um dia destes acurrdei munta mal disposte. Tive um pesadêle que qualquerr pessoa da cidade de Setúbal irria ficarr aterrorrizáda se tivesse. Sunhei que quande acurrdei, táva dum munde completamente apócaliptrrico da nossa cidade, nã havia azul do céu, táva tude cinzente. Quande saie à rua, na havia verrdes em láde dnhum, tude sem corr...De repente vi um grrupe tipe mascarrádes de ninjas a colárr uns posterrs e fui verr o querra aquile. Erra um avise onde dizia que o ultime casal de sarrdinhas do munde estava perrdide e possivelmente nunca mais irria conhecerr esse pêxe comó cunhecemes...Eia caganda cena. Ê cá tênhe que fazerr dalguma coisa, se não vai serr o descalábrre. Cumecei a pensarr, mas a cabeça táva tão barralháda que eu achei que devia tomarr daquelas empolas prra cabeça, "Apá Zé, passa lá uma mine, mas dessas de 20cl quê prra nã me passarr prró outrre láde". Aquile deu uma ajudinha mas o remate final foi com o suplemente alimentarr quié o trremouce. Veiosse luz e alembrreime dum inforrmadorr cagórra nã intrrêssa nada medisse parra irr a um dos icónes mai imporrtantes aqui da região, querra o cagalhão da marria à esguêlha, fui logue lá e nã é cadescubrri logue uma lata de sarrdinha em que tinha enclausurráda o linde casalinhe. Agorra, prra vocês mais incultes, nã julguem querrra um carrapau e uma sarrdinha, erra même um casal de sarrdinhas, quem bom porrtuguês é uma sarrdinha e um sarrdinhe. Leveicom munte cuidáde prró marr, bem lá no funde...e quande eles começarrem a fazêrr o amôrr, aquile liberrtou mai luz cá bomba da Hirróshima, ficou tude esbrraquiçáde tipe salgadice das salinas, a luz erra intenssa mas atingia o pête de toudes os Setubalensses e aí foi o verrdadêrre apagão masó contrrárrio, fez luz e tivêmes munta côrr. Eu aprrendi uma grrande lição com esta aventurra, quande tiverr lána fóssa face du amôrr! VIVÁ SARRDINHA DE SETÚBAL!

07/09/11

O Charroque Tamein Voa

0 charrôques Escarrapachades

Ê cá de noite quando vou da Marrgarrida do Sáde, quando se tá mai parradinhe dá prra pensarr em munta coisa ou même quande tou lá da loja durrante o dia. Já disse quié uma prrumessa, mas nós têmes que fazer aquilo que acrreditamos, eu cá acrredite em tanta coisa, é verrdade, mas hojem vames lá verr o que vos querre contarr. Eu acrredite em meterr-me em coisas onde nã gaste munte dnhêrre, nã há nã se gasta. É verrdade quiá munta coisa a fazerr porr esta cidade e nã sei se sabem mas toudes somes responsaveis porr isse. Eu cá sei quié munta fixe beberr uns cópes, cumerr e falarr mal daquile que tá à nossa volta, ma fazerr tá quiete. Eu querre melhorrarr o turrisme da nossa cidade, trrazer cá pessoas, mostrrarr o quié bunite e prrincipalmente deixarrem cá o carrcanhol da nossa cidade. Tênhe um amigue que diz, quande querres fazerr, olha prrós prrufissionais e faz como eles. Tava nestes pensamentes lá da Marrgarrida du Sáde, quande ê cá oice um helicóptarre a esvuaçarr porr cima da gente toudes. Nem crria acrreditarr, quande olhei prró láde tava o Russe e o Petinga ós grrites a olharr prra mim porrque ê cá já táva pendurra pelo corrpinhe e a voarr parrcia uma gaivota perrneta e só com uma ása, sem jeite dnhum. Agorra que conte iste, foi neste mumente histórrique, que ningueim mais se vai esquecerr, que ficou a célebrre frráse "O Charroque tamein voa" e nã é que nã voa même? Cumecei a verr a Marrgarrida du Sáde tã piquenina que assim de repente alembrreime quande erra tã piquenine e montava aqueles barrquinhes de plástique prra cularr as peças ma caquile ficava um monte de merrda e a nha mãe mandava tude prró lixe. Epá já vou mai longe ca porra du helicóptarre! Ódespois elevarrem-me prra dentrre du biche esvoaçadorre e lá me sentei. Ui, nem crria acrreditarr, um homem e uma mulherr toudes desfêtes ein surrises a dzêrr em cóurre e uníssene (epá prrumête caprrendi esta palavrra este fim de semana passáde...) "O Charroque tamein voa!" e eu disse "Mas que merrda é essa?" Eles lá disserrem que tavam lá du Centrre Cumerrcial du Arranguês e que tinhem apestáde que punhem o Charroque a voarr, epá foi trriste é que apostarrem uma mine? Apá mas ê cá nã válhe mai quinsse? Pelo menes uma grráde delas! Oulha ca frraquinhes...Même poupadinhes os mitrras. Iste tudo prra dzêrr queles tinhem champagne daquele munta bom Don Pédrrigon e realmente aquile ficou munta durre, ósdespois de beberr uma trrês garrafinhas ja via o Jorrge Samina da Halcon a fazerr contas de cabeça mas a parriga que lá tava disse-lhe ó ouvide "iste é du Liderr só imprimi lá du standerr os róteles, deixó beberr..." Derrem-me conguites a fingirr querra caviarr tamanhe familia mas a mim nã me enganem. Ma prronte tamein nã posse pedirr munte, a voarr, a beberr e a cumerr, oulha apá maluque! Levarrem-me prró Aérróporrte de Lisboa porrque o de Setúbal só daqui a 1 ane ou dois ê que vames fazerr com uns aprruveitamentes duns terrenes baldios ali paquele sitio que chamem de Jumbe. 
Lá entrrei do avião, com os nêrrves táva ma darr uma fumêca. Mas eles disserrem-me logue quiste nã erra chegarr e cumeçarr logue a cumerr. 
Assentei o cu daquelas cadêrras pouque jeitósas e pensáva só no Sante Padrroêrre das Gaivótas, qnã caia de manêrra dnhuma esta embarrcação voadorra, o raie do avião. Quande aquela merrda estabilizou ê cá só me alembrrava se vinha a porrcarria do uisqui prra desanuviarr. Epá cumecei a beberr uisquis e a cmerr bláchas dágua e sal, ma deciam de serr indegestas que me deu umas cólicas, apá deve tarr parrve com estes palavrrões, deume uma caganêrra tipe nesquick, daquelas instantaneas que tive quirr à currida prra casa de banhe.
Apá mas u quié aquile? Chamem aquile de casa de banhe? Apá sóce, ê cá ó prrencipio nem conseguia distinguirr adonde é que plantáva o cu prra cagarr. Ma come tinha só dois burraques possiveis tentei escolher o maiorr e lá acerrtei. Bem foi um alivio maiorr du tirrarr a pila entaláda do fêche eclêrre! Epá, mas aquile foi uma sensação quê cá nunca mais me ódesquece, sentáde duma piazinha de plástique mal amanháde, um cubicle que mai parrcia um caixão. Cumecei a sentirr uma claustrrófobia dentrre de mim que com o panique cumecei a esperrnearr prra toude o láde. Oh lá das parrtes baixas ficou um bêle serrvice, terr códespois limparr o cu com aquelas fulhinhas que dão vontáde rirre, foi mai de meia horra, o melhórr que fiz foi virrarr o cu prró outrre lade e lavei de turrneirrinha. Mas o piorr ainda táva prra virre, porrque ê já tinha ouvide falarr que existia cumida de avião, mas pensava que crria dizêrr que erra à patáda. Apá sóce...vocês que nunca andarrem de avião nã tão même a verr a quantidadzinha caqueles micrro tamparruêrres trrazem de cumida, aquile até é prrecise terr um mestrráde em utilização de pinças e regulação de micrruscópios! Bem, eu nã sabia nada daquile, quande plantarrem o tabuleirro, vi aquile e pensei, epá que maquete tã bem feita, inda tive prra prreguntarr qual erra a escála prra saberr melhorr o que virria lá. Ê cá quande olhei prró láde vi aqueles brrutes e incultes  comêrr tudo, aquelas maquetas tã bem feitas a serrm destrruidas. Até metia dó, táva lá uma cena que erra um bifinhe miniaturra dentrre duma caixinha trransparrente que parrcia um aquárrio piquenine. Quande ê cumecei a perrceberr caquile é que se morrfáva, apá sóce...vai masé roubarr pá lota. Atão eu quande a malta vai fazerr pescarrias la da nha embarrcação e sabem que comem a famosa caldêrrada feita du barrque, sieu lhes aprresentasse uma tacinha miniaturra? coumé que erra? Haverra de serr bnite, à prrimêrra tacinha já táva mas erra du marr! Eu virrei-me paquelas hospedêrras e abrri os brráces disse que crria uma coisa maiorr, iste com um sorrise dus lábios, levei tamanha lamparrina dus bêces! Olha prra esquecerr, bebi uns quantes uisquis e foi adurrmecerr prra esquecerr até aterrarr a porrcarria do avião.
Perrcebi então que fomes toudes prrá Jamaica, epá grranda pedrra caquile foi. Aquile foi chegarr começarrem logue na aprresentação da botanica local, porrque um gáje se vai prra outrre país tein caprrenderr tude daquela cólturra. Oh...erra cada culturra nem ves digue...Mas aquile erra tipe pauzinhe de incense mas em forrma de cana de pesca, mas ê cá é que já nã pescava nada com o cheirre. Fui prró hotel descanssarr du "jeite lêlo" come eles dizem ma passei pelo barr prra refrrescarr e clarrearr das ideias. Derrem um licorr da marria e da Juana, pele menes foi o nome que me disserrem. Tava tão almarreáde caquelas alminha gêmeas voltarram à carrga "O Charroco tamein voa", apá calem-se com essa merrda que já farrta. Mas ê cá tava même dus aerriales, nos esvuaçamentes, táva tã du espáce que já quase tinha chegáde a Porrtugal. Même assim, nem sei come enfiei-me daqueles carrinhes de porr as malas lá du hotel e perguntei adonde erram os burráques du golf. Ma nã sei purrquê ninguein ligou dnhuma...
Quande sai du Hotel encontrrei o Jorrge Nice da rua, bem foi même a calhárr. "Apá sóce atão o quié que fazes porr aqui?" e eu, "epá táva lá em Porrtugal na plantação da couve-florre mas aquile lá do mê bairre na vendia même nadinha e atão vi prrá qui a verr o que dava. Esta malta du prrencipio nã ligou munta da couve florre mas ódespois cumecei a injectarr bagáce com uma serringa prra dentrre das couve-florres e forrem-se aperrcebende do valor de merrcáde caquile atingia, erra prrodute munta rárre. O Jorrge Nice que nã é párrve dnhum já tinha uma banquinha montada lá da rua principal das vendas alternativas. O homem nã tinha mãos a medirr ca venda das couves flourres mágicas. Távames os dois naquile quande aparrceu um chefão qualquerr a esbrracejárr e porrquê perrcebi erra porrque távames a venderr couve florr embagaçadae ele nã conseguia venderr nã sei o quê! Começou logue a dzêrr: "Bró just stay away from me!". O Charroque nã se calou e disse logue "O quein? Tás pá i a esparrvejarr? Quieu sou munta mimi? Insse nã deve serr coisa boa! Tóma lá cacouve flôrr dus ólhes e vê lá se vês setúbal com esses binócles?!" Bem a marrálha ajuntousse touda vierrem toudes atrrás de mim e du Jórrge Nice. Du caminhe e à currida iame ele dzende que tinha a sua embarrcação prra fegirrmes prra Setúbal. Deixámes tude prra trrás...naquele frrenesim conseguimes terr a visão, mais uma vez, que o que há a fazerr nã é da Jamaica nem doutrre sitio qualquerr...toude este raciocinio foi em cambrra leeeeeeeeeenta...Sié prra venderr couve flóurre, sié prra inventarr parrvuíces, sié prra cantarr, sié prra terr crriatividade, sié prra ficarr rique, é lá da nha cidade, même que nã aconteça nada diste quê tou parra aqui a pensarr! O Jorrge Nice curria mai cuma enguia eléctrica ca baterria touda du máxime e eu semprre a acompanhárr. Já se via o bárrque lá ó funde e o Jorrge dzia "Apá Charroque, caganda loucurra, já tames perrte du bárrque que nos vai levarr com forrmussurra! Quande tavames a chegárr ó barrque, o bárrque táva a arrderr! "Epá Jorrge, olha lá prráquile!!!", "Nã te prreócupes caquile são os cuzinhêrres que tão a queimarr os órregues...", "Caganda fumáça!". Entrrámes do Barrque a custe, qnã se conseguia vêrr quase nada. Foi ligárr os mutourres e aviárr caminhe pa Setúbal. Ê cá tinha o bilhête de volta prró avião, mas nã pudia fazêrr nada, tive quirr de bárrque même. Foi umaviagem um pouque mais longa...mas deu prra penssarr em munta coisa. Cas férrias tinhem acabáde...quiá munte trrabálhe prra fazêrr, concentrrarr naquile quié imporrtante. Quande chegarr a Setúbal não vou conseguirr parrarr outrra vez, ele tá o trabálhe a montes, ele tá a ideias a montes e ele tá as amuçarrádas e jantarrádas a montes! Até ao fim do ane o Charroque da Prrofundurra vai terr prrodutes nóves e engrraçádes, nóvas parrcerrias, mais apoie das pessoas ó qual ê cá tênhe que agrradecêrr, sem elas nã erra nada de nada! Comó outrre diz vou terr que tárr "Concentrradissime!" é insse même!

10/08/11

Charroque em Las Vegas

0 charrôques Escarrapachades

Fui a mandade du Setubalense prra irr a Las Vegas, prra tentarr perrceberr se aquile é assim tã grrande como dizem ou se é à grrande como dizem. Tinha lá uns conéquetes e fui sem mêdes, ca mim nada massusta! Deslarrguei o aérróporrte e vi um taxi limusine e pensei "ei, aquile é quié prra mim, parrece um hóverrcrráfete!" Quande entrrei aquile até tinha um mini-bárre com garráfas de champgne e eu a penssar caquela gente erra párrva porrque a passagem do ane já foi há tante tempe caquile devi erra tarr tude fórra de prráze. Abrri uma garrafa e cumecei a beberr, apá, aquile nã é que erra munta bom, quande ia pa abrrirr a segunda garrafa o home chega logue ó destine. Diz-me lá da lingua deles que são 20 dólarres mais 200 dolárres da garrafa. "O quein? apá zé deves masé tárr párrve, atão eu fizle um favórr dabrrirr isse que já nem devia tarr bom..., daqui a becáde isse cumeçáva a cherrarr mal! Toma lá 25 dolárres e já vais com sórrte, vens terr cómigue aqui ó Bélágio e bebes uma mine cómigue" Ele ainda disse prra lá "iu portxuguise pipoule are xit!" "já tás masé a esticarr, vê lá se nã querres ficarr com a licença de condução só prra mata-vêlhes! Atão a dzêrres mamim que ê cá use um guise e sou do porrte? Oulha..." Fui membórra prrá pensão que me arranjarrem, parrêce cu nome é Belágio, pa me arranjarrem aquile deve serr o mai piolhouse quiá. Quande vi nem crria acrreditarr, même em frrente da entrráda uma imitação perrfeita das musas que tão em frrente do merrcáde du livrramente, foi ai que ma lembrrei "Setúbal é uma ganda cidade, até isse forrem imitarr, só puserrem um nadinha maiórr, mas semprre ouvi dzêrr que faz depois tenta semprre melhorrárr" Fui masé durrmirr, quié prra insse cas pensões serrvem. Eu táva même munta casáde...de repente aparréce uma cáo lá du quárrte munta pelude, mai parrcia um ourrice du márr ma com o pêle móle, mas em ponte grrande! O cão nã parráva, eu abrri a pórrta e o cão fugiu à fugida! Já nã o consegui apanhárr, virrem-me paqueles curredourres a currerr e disserram-me logue quê nã podia terr ali o cão e que parratateu e perrlimpimpim e parrdais ó ninhe quê cá tinha que me despcharr. Ai mãe e agórra, este cão tem que terr o pêle currtáde, iste não pode ficarr assim, perrguntei da recepção "apá sóce tens prrá i uma navalheite prra currtarr o pelaite du canite?" Fez cárra de boi quande ólha prra palácio...Pá sóce, nã fáças cárra de párrve que vóces têm da mania de dzêrr cná perrcebem nada du quê digue..." Fui à rua e disse que querria irra a uma drrugarria, "drruga-rri-a" "You want drrugs?" "Pá sóce deve serr insse même!", lá mindincarrem um gáje toude gingão com um casáque comprride e ê cá pensei "este gáje nã consegue escondêrr o materrial toude duma drrugarria ali debaixe, que sa lixe." " Pá soice (nã disse sóce porrque depois nã parrêce munte inglês), arranja lá aí ai um shampou prra amulecerr o pêle du cão!" O gáje deu-me um frrásque e aquela merrda foi munta cárra, ma táva tude em comprrimides! Estes amarricanes tÊm desenvolvide munte mesmo, até conseguirrem crriar um shampoo que lava o pêle du cão porr dentrre! Isto é brrutal, nem me passáva tal coisa pela cabeça, é quié um pouparr em água quié uma coisa parrva! Bem, dei aquilo ó cão, o cão começou a passarrsse e até dançava brreakddance, táva a pirrarr, de repente cumeçou a ganirr, a ganirr, a ganirr, a ganirr, a ganirr (prrontes já chega...), uma chifrrinêrra que eu pensei, mas iste é impossível, iste é o tóque du mê telemóvel! ACURRDEI! Erra o Russe "Apá sóce, o fim de semana já acabou, despachate que temes capanhárr o avião prra Labutes! Houve isto foi même à grrande, devias ter vindo ca malta, mas andáste a verr museus ó quê? Arrmáde em chique esperrte?" Desliguei logue aquile e perrcebi que foi a desgrráça completa, dorrmi o fim de semana toude e agórra o quié quê vou dzêrr à malta do Setubalense? Foi a porrcarria do champagne fórra de prráze, só pode serr. Malta, quande senfiarrem duma limousine nã bebam champagne perrgunteim semprre antes porr um trraçadinhe ou um moscatel quié mais garrantide. Tênhe o avião prra apanhárr, vou masé basarr e ódespois logue se vê...

04/08/11

Charroque da Fêrra de San'tiago

1 charrôques Escarrapachades

Este ane prra mim foi munta difrrente, a nha ida à Fêrra de San'tiago. Desta vez resolvi montarr lá uma banquinha prra vendêrr o mê pêxe. Mas o azárr perrségueme até ó funde da maiorr prrofundurra. Ainda a fêrra nã tinha cumeçáde já tavam a tentarr arrmárr confesão com o Charroque. Atão só porrque ê cá fiz uma tcherrt "AH MIGA, TÁS ASSIM CÁ'DO QUÊ? FICATES EMBASSADE CA FARRTURRA?" A malta da relótes da farrturras ajuntarrem-se toude porr ali em frrente do palque do munde a dzêrr quê tava a dzêrr mal das farrturras! Ê cá nem crria acrredittarr, esta gente nã tem os cinque alqueirres bein medides. 
Houve um que saiu lá da relóte com um daqueles espirrais de massa ainda porr currtarr e arrmóusse em cábói da farrturras a verr se me conseguia fazerr o láce das pérrnas, só caquile cumeçou a mandarr açucarr e canela porr toudes os ládes, acerrtoulhe dos ólhinhes e ficou sem verr nada de tal manêrra quentrrelaçou os pézes das farrturras e foi cairr même com a cárra na saca da farrinha. Havia outrre caté tinha um cóldrre de churres de chucláte, ele sacava do churro, aperrtava e lançava chucláte munta quente caté erra prrigouse! Desviei-me dum, ódespois de dois e como vocês sabem asseguirr vem o trrês quê cá tamein madesviei, a dáda alturra erra tante chucláte du chão cu palháce deu um trrapázio cu cú du chão camandou chucláte prra ima de toude, mai parrcia uma fonte de chucláte humana. O terrcêrre viu caquile táva a currerr mal e desatou à fegida lá pó pé das louças, andámes ali à voltas à fegida dum du outrre e eu já tava a ficarr um bucáde farrto do estilo pindérrico, grritei e apontei pó cãozinhe de louça "Cuidado com o cão que te vai darr uma dentáda du cu e ódespois nã consegue sentárrte prra descanssárres depois de fazêrres farrturras quié o tê ganha pão, ma nã é pão que tu fazes mas se fizêsses erra uma nuvidáde da fêrra, tipe pão com chourrice, nunca ninguém viu isse!" Olha só sei é cu homem, nã sei se foi du mêde ou se da converrssa, acabou porr trrupeçarr numa terrina em furrmáte de couve porrtuguesa e acerrtou ca frrounha même du menine prretinhe, que tamein acabou porr lhe saltarr a cabeça que bateu num magnifique gnome e numa lacie. Bem, de repente aparrece a segurrança d dzêrr ca malta das farrturras tinhem acábade de destruir quátrre grrandes simbulos do nósse patrrimónio e que porrtante que deixassem o Charroque em paz e qnã voltásse a acontcêrr. Assim foi, a tcherrt continua a serr vendida da candonga, ninguém sabe e há mais cenas exclusivas da fêrra. A prrumeção mai linda é um crráchá de dois aérrios ainda ofrrésse uma mine! Apá existe lá razão mai boa prra ir à fêrra cuma mine?

03/08/11

Pizza Kefish

0 charrôques Escarrapachades


Apá, agórra é que vai serr encherr o bandulhe! Andáva aí da nossa cidade uma cena munta estrranha, mai estrranhe caquile caconteceu com o árróles quande caiu ó comprride ali da Luisa Todi, parrtiusse toude e ficou toude escalavrráde e nõ aconteceu nada ós ócles! Foi brrutal. Mas avançande...Eu cá dizia querra esquisite porrque inda até há pouque tempe, aqui em Setúbal, falavasse de sarrdinhas e chouque frrite e agórra tásse a falárr duma coisa que nã tein nada averr, quié as pizzas. Eu passei ali opé duma maltinha e tava tude num zum zum du carráças, a única palavrra quié cá perrcebia erra "pizza...pizza...pizza...", eu chegávame opé e tude se caláva. Ficarram a olharr prra mim tipe carranguêje a andárr de láde. Fui ó café táva tude a olhárr prra mim mal entrráva, já com um árre de grrande espantação. A qualquerr sitio que ê ia erra semprre do mêsme. Olhárr e espantação! Chegou a pontes quê já táva passáde e perrguntei "Ouvem lá, vocês tão párrves ou quein? Atão andem a esconderr o quê de mim?!?!?" Nada, ningueim dzia népias. 
Fui andande e já táva porr ali no Larrgue da Fonte Nova e tava uma ganda reunião de malta tude a trreinar umas danças em cima de pães. Foi então quê descubrri tudinhe, alguém bufou a minha receita de culinária cunhecida a nivél mundial. A Pizza. Porrque isse de dzerrem que forrem os italianes é tude trrêta, iste é uma crriação Sádina, basta verr pelo númarro de pizzarrias cá em Setúbal, quié mais ca Italia aquase touda! A Pizza foi inventada porr mim há uns anes lárrgues quande eu táva danáde com a porrcarria dum pão mal feite dum restaurrante quê já nem malembrra du nome. Táva tão chateáde que mandei ó chão o pão e desatei ós sáltes às pizzadelas, nasceu dali uma coisa tipo tabulêrre redonde e até que tinha bom aspecte. Foi assim ca pizza nasceu e même aqui da nossa cidade. Mas ê tênhe górrdáde porr anes e anes uma receita ultrra-hiperr-mega-superr-secrréta debaixe du colchão, olha agórra tênhe que tirrarr tude lá debaixe porrque já me bufei toude...amanhã mête do sufá. Bem, iste prra dzêrr que tavam toudes a prreparrarr a nha pizza parra HOJE à noite no Kefish quiué um restaurrante même à manêrra ali do Larrgue da Fonte Nova. Então prra cas pizzas fiquem même même fixes contrractarram a grrande e espetacularr dançarrina Leónia de Oliveirra que vai porr toudes a bailarr e a fazerr pizza cús pés! É clárre que sem música niguém dança e vames terr a melhorr acórdiunista de Setúbal, Porrtugal e da Eurrópa! A Celina da Piedade que toca, canta e encanta! Quem aparrcerr vai fazerr pizzas cús pés même sem querrerr. As perrninhas cumecem a varrejar du prrencipio e ódespois cumeçam a saltitarr e dancem que se farrtem e tu nã contrrólas. Eu ache cú Acórrdion dela foi assombrráde por uns gnoumes quê uma vez vi du Hotel Isisdrre e eles ficarrem lá dentrre, aquile sai de lá uma chiadêrra de dentrre, é porr isse. Porrtantes afinal tavam a esconderr uma cena do Charroque da Prrofundurra prra me fazerrem uma ganda surrprrêsa do lançamente da Pizza do Charroque da Prrofundurra lá du Kefish. A pizza ofrrésse um crráchá e tem entrrega grrátis da cidade de Setúbal. Apá sóce caganda pinta.

13/07/11

Charroque Ganha e Perrde du Eurromilhões

0 charrôques Escarrapachades
Apá aqui o Charroque da Prrofundurra aind mal táva a porr o pé em terra vinde da trrainêrra mai linda quiá, a Marrgarrida do Sáde, o Chique Zarroulhe que nã tinha ide ó marr táva com o sê mata-vêlhes já a bombarr prrontinhe prra desatarr a sairr prra fórra e só grritáva "Charroque sai daí deprressa! Tu sabes lá o quié caconteceu! Saiu-te o Eurromilhões, aquele que tém o prrémio no valorr de 180 dizalhiões de eurrós!", logo tive camandarr acalmarrsse "Apá Chique, tu cála-te fala mai baixinhe! Mas embórra lá". Táva a lócurra, a malta toda das embarrcações a virrem à prréssa e tentarrem darr palmadinhas das costas e diziem "Ganda Charroque, nã te esqueças aqui do amigue..." Enfiei-me da mota mata-vêlhes e lá foumes nós porr ali afórra.
O Chique Zarroulhe táva brranque comá bola do olhe du carrapau, tentava dzêrr qualquêrr coisa ma mai parrcia que tinha os bófes tipe cárre vêlhe toude engasgáde que nã tém hipótese dnhuma de passarr da inspeção. Lá conseguiu dzêrr: "Apá sóce saiute aquêle dnhêrre toude do Eurromilhões!!! Tás mai rique cu Sáde tein arreia!". Ê cá disse logue ó Chique, nã digas mai nada, ê cá finalmente vou poderr realizarr o mê sounhe! Vou comprrarr os Ferribótes toudes que levem a malta prrá Trroia. Vou porrr os bilhêtes a 500€ cada viagem, assim nem os riques vão prra lá e ódespois a malta só vai da nha trrainêrra e de bórrla ma vai terr que aprresentarr o papel lá do centrre de desemprregue quiá prra mim se cerrtficárr que a pessoa nã tem dnhêrre dnhum. Vais verr que vai serr malta à patáda! Montames uma banca com venda de tsherrts lá da loja na trainêrra e vendêmes cópes de muscatelinhas, quié uma caipirrinha feita de moscatel, têmes que valorrizarr o quié nósse. Su dnhêrre ainda chegarr vou...
Apá niste o chique toude entusiasmáde espetasse toude contrra um bálde du lixe que vei desálmade com o vente prró meie da estrráda. Txii o mata-vêlhes ficou toude desfazide, o balda du lixe parrecia que nã erra nada com ele. O Chique Zarroulhe nã ficou chateáde e prreguntou logue "Apá sóce odespois nã pagas aqui um carrinho aqui ó tê amigue do peite?", "Tá descansáde pá Chique, tu és du curração! Mas explica lá isse melhórr comé que tu soubetes tude do Eurromilhões?". Eu táva lá na Adega dos Passarrinhes a beberr um cópe e a cumerr bifanas quande aparrceu o tê tio Felismine a dzêrr cu tê subrrinhe Jõao tinha táde a jogarr com as tuas filhas lá em casa naquelas máquinas de jogues inferrnais que dá na TV e a tua filha disse que tinhas um papel com grêlhas com uns númarros lá metides e que parrcia caquile erra même imporrtante!
O pute nã teve de modas agarrou naquile e foi confirmarr à Casa da Sorrte ali ó láde da espingarrdarria. Sabes? Aquela cuma vez comprrámes lá uma flóbérr e andámes os dois ós tirrinhe às mólas da roupa da vizinha, caté um dia tivêmes azárr e acerrtámes num váse que caiu même em cima du cárre daquele maluque que morráva lá du prrédio que tinha a mania de lavarr o cárre dia sim dia não, olha resoveusse tude duma vez! Ah, ma táva a dzêrr..."Sóce! Tu calate masé! Nã digas mai nada acabátes de destrruirr o Sonho Setubalense, assim sem mai nem mênes! Com essas palávrras amandáste tude porr água abaixe! Atão esse famouse papel nã é mais cu livrre de sudoku quê cá goste de jogarr quande tou da cagadeirra, aquile prra mim é realmente sagrráde, apá e caláte lá que só dizes é parrvoices atão eu cá nunca jogue disse!

Quedas

0 charrôques Escarrapachades

É um assunte trriste, as quedas. Um gáje quande dá uma grranda palháça na frrente dum monte de gente doi mais a nóssa alminha ca porrádas que dames. Fica aqui o retrráte dalgumas situações que se passarrem cómigue, quié prró cáse de tarrem em situações parrcidas conseguirrem evitarr.

Queda Nº1: Táva do Jumbe numa prrumeção, pague 1 leve 3 litrres de azeite,erra tude à currida,porrque aquile erra même só durante 15min. Vei de lá uma melhêrr com licença da camarra prra ocuparr 2m de larrgue da via, amandou uma cusáda duma garrafa de azeite, estrraçalhousse touda du chão, eu que vinha atrrás perrdi a trráção dus sapátes de tã oliadinhes que tavam, fui a darr ós brráces mas só parrei na ilha dus geládes.

Queda Nº2: Fui ali até à Adega dus Passarrinhes, bebi mai có que cumi, sai de lá tã desásáde e atarrantáde que resolvi sentarrme na prrimêrra cadêrra que encontrrásse, quande me assentei a cadeirra nã parráva de esperrneárr e grritarr, cai um batecú du chão e reparrei quierra um raie dum gajinhe fedêlhe que só querrem é verr a malta do chão e a fazerr má figurra.

Queda Nº3: Táva a acabarr de fazerr uma tsherrt e só fáltava passarr a fêrre, a merrda du fio enrrularrasseme dus pés que amandei um esticão cu fêrre foi parrarr em cima du juêlhe e este ficou toude assadinhe caté cai de juêlhes du chão e ainda mandei uma cabeçáda da tábua de passarr a fêrre que tinha a caldêrra lá em cima que acabou porr me cairr das costas! Aí vida de trrabálhe...

Queda Nº4: tàva da prraça du bucàge, veie de là vente e chuva, virrousse o guarrda chuva ó contrràrrio levei com uma varreta pêlo olhe, fiquei vésgue caté trrupcei du bebedourre dos pombes, amandei tamanhe trrambulhão du chão cainda me doi coquesis.

Queda Nº5: Ia a passar ali na frrente da pulícia da Luisa Todi, ouvi a sirréne pensava quierra cómigue, dei uma árrda porr ali a fórra semprre a olhárr prra trrás, quande arreparrei já me tinha espátade contrra o homem que vende livrres em segunda mão e ficarrem as Ginas em segunda mão toudas espalhádas pelo chão, txiii, inda ia parrtinde um dente.

Queda Nº6: Tamein duma vez táva a tentarr mudarr uma lâmpada, subi a um escadote, mas aquile tava um bucáde farrugente. Eu já táva même com os dois pézinhes lá em cima du ultime degrrau, quande me deu as tonturras, sentime almarreáde tipe maçarrique em alte márr e escurregou-me um pé só tive tempe de me agarrarr ó candiêrre e só um pé fico a poiáde do escadóte. Apá, enquante a Marria Charroca nã chegou nã consegui sairr dali. O piorr de tude é quela abrriu a porrta bateu do escadóte e pumba! Veie candiêrre, veie fios, tude esventrradinhe atrrás da nhas mãos! E clárre, cú no chão.

Queda Nº7: Táva na prraia com um calorre du carraças quande me deu uma gana de cumerr um geláde. Vi o homem du geláde "é frruuuuta ó chiclááááte!", erra a malta a montes, eu desatei à currida, apá pisei a merrda dum ancinhe de plástique dum gajinhe qualquerr, aquile deu umas dourres mai agudas que mai parrcia que tava a pisárr órrices du márr. Atrrapalheime toude, trrupecei du fio dental duma gája que tava deitáda opé dum bisonte. Aterrei de cabeça na geleirra dum casal que lá táva e quande pensava querr tude tinha acabáde ainda levei duma pêrra pas trrombas do bisonte.

Queda Nº8: Táva a andarr de biciclêta a pedal ali na descida du mirradourre come quem vai prrá meserricórrdia. Aquela rua tá semprre cheia de gente a atrravessárr nas piórres alturras. Errem 3 ou 4, um pa cada láde, comecei ó êsses cada vez mai conturrcides, mas ê cá nunca tive munte geite pa letrras e acabei porr irr com a biciclêta a raspárr da parrêde dus prrédios, aquile até fazia faísca e começou a gastarr o guiadorre. Aquila já táva um ferrinhe que nã dava prra nada e acabei porr entrrarr pela valenciana adentrre e bati com a cabeça da máquina das carrapinhádas. Táva frresquinhe!

Queda Nº9: Fui comprrarr pêxe lá da pedrra, caqueles dias tinhem side frráques com a nha trrainêrra. Tava a olhárr a verr o que me agrrádava, o raie duma marria qualquêrr deixou a alcoufa pousada do chão, ê na arreparrei, encalacrrousse o pé da péga da bendita alcoufa, fui embaterr dirrecte na pedrra das lamejinhas, fiquei com a bouca toda cheia daquila, a senhourra veie terr cómigue e atirrousse à nha cárra quê tinha os dentes toudes a cairr.

Queda Nº10: Ê cá lembrreme de serr gajinhe pequene e irr da fêrra de Santiágue. Aquiel já táva de restes e os feirrantes até dão bilhêtes prra um gáje andarr mai vêzes. Deve terr andáde umas 7 ou 8 vezes de seguida numa daquelas chávenas que rodem cá cuma velocidade. Só sei quande de lá saí ainda tinha a cabeça e o corrpe à roda, eu querria parrárr e nã conseguia, caganda alucinação, só sei que táva mal disposte comó carraças, cumecei a vomitárr enquante o corrpe rodáva, epá, nã houve dnhuma pessoa que nã levásse com uns respingues, só parrei quande o homem das maçãs du amorre mamandou um apela cabêça. Aterrei.

07/07/11

Plane de Auterridade do Charroque da Prrofundurra ao Estade Porrtuguês

0 charrôques Escarrapachades
A cena da crrise tá instaláda e veie prra ficarr. Acrreditem que iste é a nova realidade, nã esperrem melhórras, esperrem apenas que podêmes fazerr melhórr porr nós. Eu tou fárrte de ouvirr falarr em trroikas, pecs, planes de austerridáde, etc, etc. Eu cá áche questa malta anda munta barralháda... Em prrimêrres lugarres nã é Trroika dnhuma, é Trroia, este manes nem falarr sabem! Bem sei ca Trroia tá um bique d'óbrra ma daí a mudarrem o nome tamein já é demais, iste é malta mal desenforrmáda lá de Lisboa. Tamein têm andáde aí munta prreócupádes com os pecs. Apá sóce, isto deve tarr tude almarreáde, atão não há superrmerrcáde que nã tenha pecs de mini de toda a cólidade e tamanhe. Eu ache que eles tão a impingirr cu pec em terrmes de dificuldádes quié prra fazerrem comó Natal, que faltava o açucar, aquile até esgutou. Porr isse quande ê cá vou agorra ós superrmercádes é montes da malta a trrazerr pecs du carrinhe das comprras e outrres até cheguem a encherr mesas de esplanadas de cerrveja, ma nã sei se é em pack, ma pele menes já levem o badulhe cheie não vá haverr falta no futurro. Bem, o plane de auterridade é que tá munta mal, vem lá de cima e acaba na gente pa pagarrmes a merrda toda. Eu cá prroponhe uma outrra cena. Plane de Auterridade Revolucionárrio para Vocês Otárrios (P.A.R.V.O.):
1 - Papel Higiénique:
O papel higiénique é um prrodute de luxe e tá munta cárro. Há que saberr utilizárr técnicas avançádas de amnuseamente do papel higiénique: regrra 1, tulizar apenas 2 folhas sobrrepostas no cáse de folha dupla, se forr de folha trripla pa cima deixate tarr quiete e usa só uma. Depois da óbrra dárrte lançáda da sanita, aplicarr o papel higiénique suavemente parra que nã rasgue. Logue de seguida, com cerrte cuidáde fazerr uma prrimeirra dóbrra pa dentrre. Utilizarr novamente o même papel. Semprre que possivel fazerr nova dóbrre e limparr. Com o tempe vão aperrfeiçuande a ténica.
2 - BMW's, Audis e afins:
Têmes que acabarr com esta raça de cárres a serrem toudes pagues porr nós. Iste é uma afrronta. Eu ache que devia da verr uma caminéte da carreira só prra guverrnantes, ok, até podia ter interrnéte sem fios prra eles puderrem brrincarr ó fárrmeville e jugarr mensagens ping pong com o twitterr. Parra perrcurrses até 20km, é a linda da pastelêrra, poupa enerrgia e a assistência ténica é munte mai barráta e finalmente começavem a darr bons exemples. Perrcurrses pequenes vão apé comós outrres e trroquem de solas no sapatêrre mai vezes.
3 - Cocktéles de recepção:
A malta tem da mania de mostrrarr que somes munta riques e bons e toca de mostrrarr e darr o melhórr quiá. Ele é camarrões munta grrándes parrecem camiões tirre com escama, ele é supinhas frrias em cópes de café, coisa mai parrva, ele é cachorres miniaturra, chamuças miniaturra, e mai porrcarrias tude em ponte pequene. Iste tem que acabarr, a malta que trraga sandes feitas em casa, que trraga o farrnel bem aviáde e dê o bom exemple.

Há munte mais ma fica prra uma prróxima vez. Abrráces Sádines!

Converrsa com o Mourrinhe

0 charrôques Escarrapachades
Como toudes sabem o Mourrinhe é uma ganda málha, mas aquile é prrodute Setubalense e quelquerr prrodute desta terra áde serr semprre a misturra dum monte de coisas. Uma misturra tipe coquetaile munta alcólique cum gáje bebe bem mas ódespois arranha da garrganta... Uma das grrandes carracterrísticas du Mourrinhe é ouvirr os sês amigues e naquela noite quele foi fazerr uma pescarria cómigue lá da Marrgarrida du Sáde, a trrainêrra mai linda da cidade de Setúbal. Deilhe a telefunadêla du costume e ele disse logue que sim quia aparrcerr lá du bárrque, mas avisou logue, vê lá se tens lá pele menes uma grráde de mines completa, nã faças como da outrra vez ca quile erra só grrádes prra depósite! O Mourrinhe mal entrrou do barrque disse logue "Apá Charroque, saca lá de duas mines e uns amendoins même aí du liderr que são us melhórres!". Ouve! Ê cá nem crria acrreditarr! Como é que uma perrsonaldáde destas sabe que os melhórres amendoins são us do Lidérr??!?! Brrutal, vi logue ca noite ia currerr pelo melhórr! Cada um virrou uma grráde minis vazias ó contrrárrio e sentou o cu prra conseguirr beberr as mines come manda a lei, pu garrgále. A dada alturra o Mourrihe diz assim "tá aí mai gente?" e eu disse logue "epá, nã strrésses quiste aqui nã tá mai ninguein!" "Querres verr? Olha come vês nã tá aqui..." De repente aparrêce um páparrázzi daqueles com uma máquina pelingrráfica que mai parréce uma canhão que dispárra balas ó áltes! O gáje alevantousse e cumeçou a currerr na dirreção da Prraça do Bocáge, é clárre que eu e o Mourrinhe quande vimes a figurra a currerr vimes logue o estile, camisóla du Vitórria  de Setúbal vestida mas nutavasse à trransparrência a du Benfica por baixe. Ê cá disse "Calma, quiste deve de serr uma arrmadilha!" Dexó irr, cagente já trrata do assunte com uma ganda limpeza. Iste devem de serr gájes do benfica mascarrádes de Vittorrianes mas que gostavem erra de serr do Porrte, ma nã podem porrque já fica munte a norrte e assim do benfica fica a pouques kilómetrrus e disfarrça mais. "Apá Mourrinhe a gente nã vai tarr a perrderr tempe de beberr e cmêrr perr causa dumas pelingrrafias, poi não?" "Pá Charroque, tá a técnica nóva a montes, bórra adaptarr a du Futrre, Tou concentrradissimo, é o melhórr que fazêmes agórra, concentrrarr dus mendoins e das mines". Assim se vê estile do Xpecial one, não se deixa levarr porr merrdas, a gente tem que se concentrrarr naquile que intrrêssa e nã tarr a perrderr tempe em porrcarrias, como por exemple, perrderr tempe e fazerr o totolote, prra quê? aquile nunca sai! Apá vames masé aprruveitarr as nóssas prraias, a nossa Serra que é brrutal, as esplanadas e os amigues! Ahúa...a nha cidade é melhórr cátua!

20/06/11

Burraque na Marrgarrida do Sáde

0 charrôques Escarrapachades

A nha trrainêrra, a mai linda desta cidade, quié a Marrgarrida do Sáde é munte invejáda quê cá sei e perr causa disse no outro dia fizeram uma cena que não se faz a ningueim même. Tirrarrem tábuas do cásque da embarrcação e fiquei uns dias sem puderr trrabalhárr du márr. Ouve, aquile deume uma ganas que nem te digue nada...prrontes ê cá agórra deverria ficarr caláde mas ódespois vocês ficavém sem saberr o reste da histórria e já nã conseguiem baterr chouque descansádes esta noite. Eu vi que faltava um pedáce de madeirra quié de munte boa cólidade, pensei eu, e prra tirrarr aquile leva o sê tempe. Fiquei a matutarr disse. Fui lá opé e vi montes de fiuzinhes verrmêlhes espalhádes pu chão, o Russe dizia "Apá sóce amanda lá masé insse prra investigarrem lá dus cê-êsse-is. Apá mas o mê cérrbrre funciona tá rápide que nem uma barráta a fegirr de bólas de naftalina lançádas porr um pute estúpido e ranhouse ca mãe em vez de assoárr o pute que leva o dia toude a fungarr nã párra dólharr pás 30 nuvelas que dão e dnhuma delas dá em charroque, dá em sesimbrrão-alentejane-sem-jeite-dnhum. Epá mas ondé quê ia...Ah pois, eu vi logue isto, forrem esses benfiquistas que têm da mania que nã podem verr um
galharrdête do clube mai linde, quié o Vitórria de Setúbal, da nha trrainêrra. Fui logue investigarr e cheguei même du mumente cerrte ó home das castanhas ali même da Prraça do Bocáge porrque táva lá o même carrôche que tinha táde a arrumarr cárres da baixa e táva a fazerr lavagem de eurrós em trróques com o home das castanhas. Quande o carrôche se foi embórra, eu disse ó home das castanhas "Apá sóce, eu cá vi tude candas a fazêrr, vá desenbucha lá masé quié que tu sábes sobrre uns benfiquistas agarrádes ó pau?", "Apá charrouque quié quê isse? Agórra vais arrmarr bufarria ali pós ládes da bófia? Atão e quande tu andávas a apanharr fárrdes nã sei du quê du márr e dizias quierram algas medicinais?". O mane táva arrmáde em mête nouje, a desviarr o assunte e tive que fazerr aquel olhárr tás-aqui-tás-ali. Ele lá disse que tinha vendide uma castanhas a um grrupe quiem festejarr os santes puplárres e quiem fazerr uma fugueirra de grrande cólidade. Prrontes erra isse, erra irr a currer prrá Prráça de Tourres. Quande lá cheguei táva tude naquele larró das márrchas e a snifarrem manjerriques, aquile amanda um estále, atão quande espétas du oulhe o palite com a quadrra, nem te digue...lá tavem esses benfiquistas neste estrrafêgue e a saltarrem a fuguêrra, oláaa... tu querres verr queles queimarrem a tábua da nha trrainêrra? Come táva mai que bom de verr aquile ia darr porráda na cerrta, eu pensei "Apá...eu agórra vou lá perrder tempe com uma céna destas...eu sou um home mai esperrte quiste, vou masé aplicarr as enerrgias em coisas melhórres!" Pensei logue masé em irr fazerr o becáde de madeirra prra substituir e pús logue do sitio ainda déssa noite, foi cá uma trrabalhêrra. Quande me vim embórra, apá, même à porrta de casa tá va lá o becáde que faltáva orriginal. Peguei daquela porra e pús na loja a enfeitarr e escrrevi lá o mê nome ficou toude bnite. Porr isse hão dirr à loja a verr se nã é verrdade tude o quê tou a dzêrr!

11/06/11

Burráques das Óbrras

0 charrôques Escarrapachades
Apá eu cá alembrreime, que deverria irr currtárr a trrunfa à da Luísa, mas eu nã tava bein daquela noite e nã me alembrrei quela tinha o estaminé fecháde. Mas ê cá tava prráli virráde e fui. A porrcarria das ruas do Trroine Nascente tão em óbrras, é cada burráque que parrecem crratérras mai grrandes cás da Sécil da nossa Arrábida. Ê cá tinha ouviste dzêrr que parrece que descubrrirrem umas ossádas e umas pedrras valiósas. Esta malta prra parrarr obrras tamein inventem cada merrda. Iste fazme alembrrarr uma vez quê fui só purr curriusidáde a uma sessão espirrita duma médium porrque o russe disseme quiames a uma média e ê cá táva farrte de beberr minis nesse dia e lá fui. É clárre, quande lá cheguei perrcebi que nã havia cerrvêja dnhuma...A mulhêrr cumeçou nuns cântiques munta maluques e a engrrussárr a voz e de repente parrcia que tinha encarrnáde duma bóga, tinha os ólhes toudes esbugalhádes que parrciam quiem sairr fórra dórrbita. Nesse mumente, a voz grróssa da mulhêrr cumeçou a dzêrr, mai parrcia que escarráva umas palávrrras "Charroque, tu tá aqui coume um home mas em tempes foutes uma arrganáça mal parrida dus esgótes do Trroine Nascente, há prróvas..." Bem aquile meteu respeite de tal manêrra cu mê amigue Russe táva a trremêrr das perrninhas parrciem palhinhas dum cocktail bebide porr um alcólique que já nã consegue sigurrarr as manitas de mierda. De repente senti um báque du meie dus peites que me senti a sairr do courrpe e a entrrarr duma arrganáça. Eu cá pensáva que terr pêles du peite erra mau, ma quande me vi toude cheinhe de pêles cinzentes cumecei cuma cumichão, desatei a rebulárr pu chão. Ainda táva neste estrrafêgue quande o Russe cumeça a saltárr prra cima de mim de pés juntes a tentarr mantárrme. Desatei a currerr, a sórrte é quiérra a quatrre pátas e até que me ajeitei bem com tanta pata. Apá, tive que fugirr prrá casa de banhe e fiz uma coisa que nunca pensei fazerr da vida...merrgulhárr pela sanita
adentrre de cabeça. Ê cá só pensava "Este courrpe nã é meu, este courrpe nã é meu, este courrpe nã é meu..." Lá fui o mai rápide possível pus canes de esgoute abaixo até à purrseficie prra respirrárr árr mais ou mênes purre. Quande já ia em campe livrre trrupecei dum pau de geláde, cantrrabulhei porr ali afórra e fiz um andaime cairr dum burráque com o mê pescouce porr baixe e fez crráque. Nêsse mumente inda consegui abrrirr um oulhinhe cheie de sangue e verr um home a chegárrsse ópé de mim, erra eu!
Bem, táva eu a olhárr parra um burráque munta grrande, tipe grruta e resolvi irr investigárr, iste porrque ê sou munta cusquevilhêrre. Aquile à volta du burráque tinha uns férres a cirrcundárr com umas fitas brranca e verrmêlhas. Amandei um sálte, a merrda du bique du pé enmarranhousse das fitas, bem foi uma sorrte nã terr espetáde o cu dus fêrres, mas fui de pêtes e frrounha dirrectinhe ó chão. O prrublêma é que erra lama! Bem, nã erra isse que me irria impedirr de continuarr a investigação. Dum dos burráques começousse a ouvirr uma chiadeirra tã grrande que nem sei como é que a bófia nã veie ver o que erra aquile, se fousse alguma festa Sádina nalgum bom restaurrante, isse mandavem parrarr logue. Apontei a lanterrna padonde vinha o barrulhe. Foi então quande ê vi umas pedrras da cálçada mal amanhádas e um courrpe fedurrente dalguma arrganáça que ficou entaláda dum tube. A arrganáça tava no ultime guinche, um guinche sufrride, tipe "guiiim..." Senti a nha alma ratazana a serr trranslacionáda touda prra cima do homem. Charrouque da Prrofundurra renascide...
"Guiiim..." fiquei a penssarr erra o fim...mas afinal foi um renascerr que veio da porrcarria da mai prrofunde quiá e veie ó de cima prra renascerr uma nóva Setúbal! Apá sóce, no meie diste tude ódesquecime de currtarr a gadêlha.